sábado, 7 de julho de 2007

Em jeito de conclusão

x
"Em África, há uma regra implícita que nos diz que nada é bem aquilo que parece, nada vai acontecer exactamente como prevíamos e aquilo que poderia correr mal é bem possível que corra bem. Não é uma lei de Murphy, mas poderia ser. Em África, acima de tudo é preciso tempo, paciência e uma grande dose de boa disposição. A terra é linda, os locais também e o resto é acessório. (...) Em África, não há nada pior do que chegar com preconceitos, ideias feitas e atitudes negativas. Para levar bem a vida e gozar um bom bocado, o melhor é entrar no ritmo local e conviver com as idiossincrasias da população." (transcrição parcial de uma crónica de Catarina Serra Lopes, suplemento "Fugas" do jornal Público de 28/Abril/2007, relativa a uma viagem que fez a Moçambique). Não obstante o transcrito fazer parte da crónica de uma viagem a Moçambique, a mesma aplica-se a todo o continente e parece ter sido escrita para mim, visitante de S. Tomé e Príncipe! Haja paciência, boa disposição, tempo e... leve-leve! (esta expressão ouve-se muito em STP e retrata bem o modo como o santomense encara a vida: calma, muita calma, paciência,...).

Chego finalmente à última postagem neste dia "mítico" -> 07/07/07!

Ao longo dos últimos meses procurei mostrar um pouco do que vi em S. Tomé e Príncipe. Ficou, por certo, muito por mostrar, "coisas" boas e outras menos boas! Esta foi a minha visão!
Como resumo, e em jeito de conclusão (ou seria melhor epílogo?), deixo duas dúzias de "postais" que, penso, retratam as belezas do País. Algumas destas fotos, ou outras muito parecidas, foram publicadas ao longo do blog, no entanto estas, para além da legenda, têm a particularidade de, "clicando" na foto, poderem ser vistas em tamanho maior.
Embora "encerre" agora as postagens, procurarei durante os próximos meses actualizar um ou outro texto (por exemplo. identificar todas as flores) e, se ainda "encontrar" alguma foto com interesse, publicá-la. Fico também a aguardar que me comuniquem qualquer incorrecção que encontrem ou algo que considerem ter interesse ser aqui publicado.


Ir para o Índice .

13 comentários:

Pedro Moita disse...

Agradeço a sua visita ao "As nossas viagens" e, claro,não podia deixar de vir dar uma aprofundada visita a este seu "relato de viagem ilustrado".
As sensações que nos invadiram, sejam ópticas,de olfacto, de epiderme, deixaram marcas: boas recordações e a certeza de voltar um dia a este pedacinho de terra abençoado pela natureza.

Gostei muito dos seu relatos e adorei as fotos.

Anónimo disse...

Belissimas fotos. Parabéns !
Aqui está uma bela reportagem da TSF sobre STP. Para ouvir aqui : http://tsf.pt/online/radio/interior.asp?id_artigo=TSF177039

ROSA CRAVO disse...

Obrigada por este blog.Eu tenho muitas saudades de S.Tomé. Todas as semanas venho ver o seu blog para matar as saudades.Vivi lá até aos 17 anos numa roça de cacau.O meu pai trabalhava lá.Já que não tenho dinheiro para la ir estou a pintar varios quadros de S.Tomé.Muito obrigado põr este blog.Aquela ilha é um paraiso e pouca gente a conhece.Um abraço.rosa cravo.

Anónimo disse...

esta terra é a minha de eleição
fico muito feliz por saber que mais gente partilha esta minha paixão

tenho que lá voltar

venusdalua@gmail.com

Malay disse...

Agora que completei a viagem por S. Tomé e Príncipe na companhia de um tão bom cicerone, posso confirmar as primeiras impressões que tanto me agradaram... Foi uma excelente experiência, num país de que não me lembro porque saí de lá com dois anos de idade... Obrigada pela partilha.

Anónimo disse...

Estou a planear ir a São Tomé e Príncipe com a minha família durante o próximo ano. Queria apenas dar-lhe os parabéns por ter tido a arte de criar uma reportagem tão completa e bonita de um país que necessita muito de ser falado pelas suas coisas boas, para que lhes sejam dadas o seu devido valor e, quiçás, alguém tome a iniciativa de as utilizar de forma sustentável em prole do desenvolvimento de São Tomé e Príncipe e dos seus cidadãos.

Anónimo disse...

Regressei de S. Tomé no passado sábado, dia 18/04/09 ... e em jeito de conclusão aproveito um tópico deste blog "à porta do paraíso ... com um pé no purgatório" para expressar o que senti neste regresso àquela ilha (passei por lá com 4/5 anos)...

O responsável do Blog enumera nesse tópico, e muito bem, o que choca quando se visita S. Tomé. Chocou-me tudo isso, mas chocou-me mais, e o que mais me doeu, foi o abandono a que a população é votada pela "Elite dos $".
Esperava encontrar a degradação dos espaços fisícos que encontrei, mas a degradação, a ruína moral que se sente e vê, é sem dúvida o mais assustador, é literalmente o "salve-se quem puder" ... a corrupção é abissal (nada que se compare a Angola ... mas deixem vir o petróleo)...

Apenas a forma descontraída (leve leve) como as pessoas levam a vida lhes permite suportar tudo, e felizmente aquela terra é uma dádiva de Deus, pois no meio de todo o mal que existe, a fome não se faz sentir como noutros paises africanos.

Alguém aqui perguntou: "Será este estado de abandono de inercia, de miséria profunda, que os movimentos de libertação (antes de 1974) sonhavam para os seus povos?"

Não sei ... o que sei e o que ouvi e senti da parte de todos com quem falei, foi um saudosismo imenso dos portugueses, da forma, como apesar de tudo, tinham segurança, tinham sonhos, tinham trabalho (os são tomenses não são preguiçosos, fazem é noutro ritmo, algo semelhante ao dos alentejanos) e recebiam ordenado (na Roça Monte Café os trabalhadores (do Estado, pois a roça foi nacionalizada), não recebem à 3 anos) com os portugueses.

"Fosse a tia rica", disse-me um deles, "comprava isto (a roça) e eu ajudava a pôr tudo como dantes ... agora não dá vontade".

Não é nostalgia, acho que ainda não tenho idade para tal, mas é um aperto no coração ...

Apesar de tudo, o sentimento dominante é de alegria, porque acredito nas pessoas ... e porque quero lá voltar ... quero voltar a sentir o cheiro do verde, sentir a humidade que não nos deixa andar mais, sentir o calor e boa disposição das pessoas, ouvir o riso das crianças quando recebem um balão, sentir o mar e o cheiro do azul ...

Obrigada por este espaço.
DJesus

Gabor disse...

This place looks absolutely stunning.

Obrigado por los fotos y la educacion.

Gabor de Sydney, Australia

Bluebluesky disse...

Que fotos! Que vontade de ir e ver e cheirar e sentir essa terra abençoada...

Vera disse...

Ola,

Fez um fantastico trabalho com todas as fotos. São tomé como diria o nosso amigo é assim " devagar, devagarinho parado":).
Depois de setembro de 2007 não regressei a ilha, opção minha...
Agora a alguns dias de ir para o Haiti em missao de emergencia, tremo de medo:)
Se soubesse a saudade que tenho de comer jaca,, fruta mao, enfim , aqui so ha jaca de lata e nao tem nem de longe nem de perto o mesmo sabor....
Um abraço
Vera

lusibero disse...

"EM JEITO DE CONCLUSÃO": meu amigo, essas duas ilhas são o paraíso na terra!Vivi com meus pais em S,TOMÉ, dos 3 aos 7 anos, na roça colonia Açoreana e na ÁGUA IZÉ!Hoje, recordo tudo com uma nitidez que não tem explicação. As suas fotos são lindíssimas, também porque você, além de artista, está a fotografar o ÉDEN...
ABRAÇO DE LUSIBERO- PORTUGAL

Victor Silva disse...

Realmente um belo lugar!!

Jorge Costa Reis disse...

Vou viajar para S.Tomé no próximo mês. "Devorei" o seu blog. Parabéns por ele e obrigado pelo muito que aprendi aqui.
Darei notícias quando regressar.
Um abraço
Jorge