quarta-feira, 14 de março de 2007

Introdução

x
"
Não é bem um país, é um projecto dos deuses atraiçoado pelos homens"
in "Sul" de Miguel Sousa Tavares


Vista da cidade de S. Tomé ao entardecer

São Tomé e Príncipe é um estado insular localizado no Golfo da Guiné a cerca de 300 km do continente africano.



É composto por duas ilhas principais - a ilha de
S. Tomé e a ilha do Príncipe - e várias ilhotas, num total de 1 001 Km2, sendo o segundo País mais pequeno de África, depois das Ilhas Seychelles. Segundo o último censo (2001) a sua população ronda os 140 000 habitantes. Estimativas mais recentes (2006) apontam para 150 000 habitantes, dos quais menos de 10 000 no Príncipe.




O Príncipe situa-se 140 km a norte de S. Tomé. O equador "passa" a sul de S. Tomé, "cortando" o Ilhéu das Rolas.

Esta "Introdução" tem apenas em vista "colocar" geograficamente o leitor indo, nas "postagens" seguintes, mostrar algumas das fotos que tirei.


Ir para o Índice .

14 comentários:

MJF disse...

Olá...

Como sempre, fantásticas fotos.
Tudo muito bonito e bem explicadinho... Tb fui de viagem...
a S. Tomé, com o que tu apresentas.
Obrigada... continua.
TáTá
Beijinhos
MizéFer

Elisa e João Pinto disse...

Olá amigo:

Ficámos encantados com as tuas fotos e descrição tão completa das flores e frutos...que maravilha. Apetece ir conhecer S.Tomé.

Estamos na Ilha da Madeira e ao virmos à Net, não resistimos abrir as tuas noticias.

Parabens...

Elisa e João

Anónimo disse...

Olá Amigo João Manuel,
É realmente bonito ver-se qualidade e bom gosto! Parabéns, um abraço e até breve.
H. Souto

MP disse...

Amigo Taborda

Penso que quem vive e ama S. Tomé e Príncipe só tem a agradecer todos os contributos para a sua divulgação, como este.

Mas qualquer País, por mais diminuto que seja (como é o caso), define-se também pela influência de quem lá vive.

As pessoas (e a sua obra)são essenciais para conhecimento da realidade.

Sei que não é fácil e nem sempre simpático falar da sociedade santomense mas quem já leu Miguel Sousa Tavares (principalmente os apontamentos de viagem , publicados em forma de livro, de título "SUL")compreenderá o papel dos "homens" desta terra e o perigo para o equilíbrio deste paraíso, qual dádiva dos deuses nem sempre devidamente apreciada e defendida dos e nos ventos da história.

S. Tomé e Príncipe precisa (e muito) de ser visitada por gentes que vejam este País como uma terra de oportunidades, onde combater a pobreza dos seus seja entendido como meio de preservar a riqueza natural do arquipélago.

A visão do amigo Taborda e de outros visitantes pode e deve constituir um contributo para que o futuro do País seja cada vez mais colorido e não se deixe envolver na desumanização da sociedade que as lamas de crude têm fomentado noutras paragens.

Um abraço

Jose Coimbra disse...

S. Tomé e Príncipe, como todas as antigas colónias portuguesas, e de resto toda a África, possuem verdadeiras maravilhas que todo o Europeu gostaria de "in loco" contemplar e apreciar. Só quem alguma vez esteve nesses locais de excepção pode de facto verdadeiramente transmitir as suas sensações e experiências.
O teu excelente trabalho, fruto certamente de muita organização, experiência e profundo encanto por África, leva-nos a desejar também conhecer e em alguns casos regressar a toda esse Mundo maravilhoso...
Parabéns Taborda, pelo gosto e pelo bom trabalho realizado.
Um abraço
Maria Helena e José Coimbra

Anónimo disse...

Olá!! Estava a fazer uma pesquisa sobre Sao Tomé e encontrei o teu blog. Fiquei maravilhado com a qualidade do teu trabalho. Os meus sinceros parabéns. Cumprimentos de Ricardo Mota

Antonio disse...

Estive de 73 a 75 em S. Tomé e Principe. Voltei em 2000. Sou apaixonado por aquelas ilhas. Tenho muitas fotografias, mas as tuas consolam a vistam e transmitem uma grande paz de espirito pela forma como conseguiste registar tanta daquela beleza. Obrigado por isso.
Um abraço.
Barata

Cristina disse...

Olá!

O meu grande sonho é um dia poder partilhar algum tempo com este povo.

Obrigada pela tua partilha.

Adorei.
Kikas

Cristina disse...

Olá!

O meu grande sonho é um dia poder partilhar algum tempo com este povo.

Obrigada pela tua partilha.

Adorei.
Kikas

Anabela disse...

Olá amigo!

Estive em Julho de 2008 em S. Tomé, mais propriamente em Neves. Obrigada por esta partilha de um país e de um povo excepcional.

Até um dia ...

Lita

aleksander garrido martins disse...

Ola, sou santomense de nacionalidade para começar sinto-me orgulho desse lindo e maravilho país,onde existe tudo de bom,a todos quanto querem visitar este lindo país que as portas stao abertas .
Abraçao a todos os santomenses...

Anónimo disse...

olá ! adorei as explicação eu própria sou s.tomense e não sabia tanto de s,tome.
Realmente ás vezes não valorizamos o nosso próprio país.

aamorim disse...

Olá

Já tinha estado neste blog e tinha feito um comentário sobre o seu trabalho mas devo ter feito algo de errado pois esse meu comentário não apareceu publicado. De qualquer modo gostaria de dizer-lhe que considero o seu trabalho excelente. Parabéns pela sensibilidade como soube "olhar" e descrever esta linda ilha e pelas excelents fotos sobre as gentes costumes e paisagens onde os verdes teem mil tonalidades. Esse fruto maravilhoso o mangustão que eu tambem fotografei há 30 anos atrás, talvez até da mesma árvore em Bombaim. É daqueles frutos cuja beleza de cores só nos dá vontade de olhar, e não comer, tal como uma obra de arte deve ser só para alimento da alma.
Quero deixar um agradecimento por uma fotografia em especial, a foto da torre do aeroporto do Príncipe.
Trabalhei nesse aeroporto entre 1973/1974, onde além das funções de chefia desse aeroporto exercia tambem todas as funções de comunicaçõs aeronauticas e todos os demais serviços de tráfego aéreo. As poucas fotos que tenho são tiradas no interior da torre no exercio das minhas funções de comunicações aeronauticas esquecendo-me de a fotografar a partir da placa. Obrigado por me ter permitido olhar de novo para esse meu antigo local de trabalho. Neste momento estou no Francisco Sá Carneiro.
A.Amorim

ajma disse...

Parabéns pelo seu trabalho . Sou Santomense e adoro a minha terra .
Quanto as dificuldades que minha terra atravessa só quero lembrar que o dia em que os seres humanos ( também os lideres políticos ) realmente valorizarem devidamente a cultura dos povos e a riqueza natural do chão que pisam S.Tome e Príncipe será um dos países mais ricos do mundo .